jusbrasil.com.br
16 de Setembro de 2019

Cooperativismo e seu histórico

Uma forma de organização capaz de nutrir o mercado na forma de blindar e crescer o desenvolvimento social, econômico e financeiro do grupo

Carlos Eduardo Vanin, Advogado
Publicado por Carlos Eduardo Vanin
há 11 meses


1. O que é Cooperativismo?

O cooperativismo é um sistema econômico e social que tem como base as cooperativas. É uma forma de se organizar por meio da união de pessoas, com objetivo de unir forças para atingir desenvolvimento financeiro, econômico e social.

2. Qual é seu objetivo?

O principal objetivo de uma cooperativa é comercializar a produção dos seus membros, permitindo que seus cooperados possam gerar renda e reinvestir parte desses benefícios para o bem comum do grupo. Assim, todos os membros das cooperativas são também donos delas.

3. Como surgiu o cooperativismo?

O cooperativismo surgiu em 1844, na Inglaterra, a partir de um grupo de menos de 30 tecelões que buscavam uma alternativa econômica para atuarem no mercado, sem sofrerem tantas pressões do capitalismo?

Essa foi à forma desse grupo de tecelões reagirem ao sistema capitalista da época, que submetia os trabalhadores a preços abusivos, exploração da jornada de trabalho de mulheres e crianças e do desemprego provocado pela revolução industrial.

4. Cooperativismo no Brasil

O cooperativismo acabou evoluindo e conquistando um espaço próprio, definido por uma nova forma de pensar o homem, o trabalho e o desenvolvimento social. Por sua forma igualitária e social, o cooperativismo é aceito por todos os governos e reconhecido como fórmula democrática para a solução de problemas socioeconômicos.

1610

Surge no Brasil a construção de um estado cooperativo com a fundação das primeiras reduções jesuíticas. Por mais de 150 anos, esse modelo deu exemplo de sociedade solidária, fundamentada no trabalho coletivo, onde o bem-estar do indivíduo e da família se sobrepunha ao interesse econômico da produção.

1847

A história registra o início do movimento cooperativista no Brasil. Foi quando o médico francês Jean Maurice Faivre, adepto das ideias reformadoras de Charles Fourier, fundou nos sertões do Paraná, juntamente com um grupo de europeus, a colônia Tereza Cristina, organizada em bases cooperativas. Apesar de sua breve existência, essa organização contribuiu na memória coletiva como elemento formador do florescente cooperativismo brasileiro.

1889

Criação da primeira cooperativa de consumo de que se tem registro no Brasil, em Ouro Preto (MG), no ano de 1889, denominada Sociedade Cooperativa Econômica dos Funcionários Públicos de Ouro Preto. Depois, expandiu-se para Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, além de se espalhar em Minas Gerais.

1902

Surgiram as cooperativas de crédito no Rio Grande do Sul, por iniciativa do padre suíço Theodor Amstadt.

1906

Nasceram e se desenvolveram as cooperativas no meio rural, idealizadas por produtores agropecuários. Muitos deles de origem alemã e italiana. Os imigrantes trouxeram de seus países de origem a bagagem cultural, o trabalho associativo e a experiência de atividades familiares comunitárias, que os motivaram a se organizar em cooperativas.

1969

Foi criada a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e no ano seguinte, a entidade foi registrada em cartório. Nascia formalmente aquela que é a única representante e defensora dos interesses do cooperativismo nacional. Sociedade civil e sem fins lucrativos, com neutralidade política e religiosa.

1995

O cooperativismo brasileiro ganhou o reconhecimento internacional. Roberto Rodrigues, ex-presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras, foi eleito o primeiro não europeu para a presidência da Aliança Cooperativista Internacional (ACI). Este fato contribuiu também para o desenvolvimento das cooperativas brasileiras.

1998

Nascia o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop). É responsável pelo ensino, formação profissional, organização e promoção social dos trabalhadores, associados e funcionários das cooperativas brasileiras.

Hoje

O cooperativismo de todos os ramos no Brasil vem concentrando esforços e investindo cada vez mais em profissionalização, em consequência disso, vem conquistando mais espaço e respeito nas relações comerciais.


💚 👆 Gostou? Então, recomende para outros leitores, clicando no coração lá em cima.

5. Publicações de Carlos Eduardo Vanin

Para acessar o acervo de artigos publicados pelo autor, ACESSE:

Click aqui ou acesse o link: https://duduhvanin.jusbrasil.com.br/publicacoes

Artigo elaborado por Carlos Eduardo Vanin. A qualquer erro manifeste-se e ajude-me a crescer juntamente com os demais estudiosos!

Ademais, os direitos da publicação podem ser utilizado, desde que, mencionada autoria, conforme inciso III do Art. 46 da Lei 9.610/98:

Não constitui ofensa aos direitos autorais:
III - a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e a origem da obra.

Portanto, utilize-o material fazendo devida citação, assim trocamos conhecimentos e aumentamos nossas capacidades, até mais!

Curta minhas páginas:

  1. Jusbrasil: https://duduhvanin.jusbrasil.com.br/
  2. Facebook: https://www.facebook.com/duduhvanin
  3. Twitter: https://twitter.com/DuduhVanin

Att. Carlos Eduardo Vanin

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)